Skip to the main content.
Quais Países Fazem Parte da Àrea Schengen?

5 minutos de leitura

Quais Países Fazem Parte da Àrea Schengen?

Schengen, Europa e União Europeia (UE) são termos frequentemente usados de forma intercambiável, mas eles são realmente iguais? Compreender essas diferenças é importante, especialmente ao considerar a força de um passaporte ou visto, bem como seus privilégios de viagem. Esta informação permitirá que você saiba se pode pular as longas filas nos aeroportos europeus.

A Área Schengen é a maior zona de viagem livre do mundo, permitindo viagens sem interrupções entre os países membros, como mover-se da França para a Alemanha sem checagens de fronteira. Apesar disso, todos os países Schengen mantêm controles rígidos e uniformes em suas fronteiras externas. Esse sistema simplifica as viagens turísticas e aprimora tanto a mobilidade quanto a cooperação econômica entre as nações membros.

Embora possa parecer simples, o conceito da Área Schengen é frequentemente mal interpretado e confundido com a UE. Neste artigo, meu objetivo é eliminar qualquer confusão e explicar, de uma vez por todas, o que realmente representa a Área Schengen, como ela difere da UE e até mesmo como ambos se relacionam com a Europa.

Ao final desta leitura, você entenderá o real impacto dessas distinções em tudo, desde seus planos de viagem até onde você pode viver e trabalhar.

 

Luxemburgo, o belo e pequeno país, é o único Grão-Ducado do mundo

Luxemburgo, o belo e pequeno país, é o único Grão-Ducado do mundo

COMPREENDENDO A ÁREA SCHENGEN

Simplificando, a Área Schengen é um grupo de 29 países europeus que eliminaram os controles de fronteira entre si. O projeto começou em 1985 como uma colaboração intergovernamental entre Alemanha, França, Holanda, Luxemburgo e Bélgica para facilitar a viagem e a eficiência do controle de fronteiras.

Desde o início, muitos outros países se tornaram membros da Schengen ou pelo menos aplicaram as regras Schengen, mesmo sem fazer parte do Acordo Schengen. Recentemente, a Croácia aderiu completamente à Área Schengen, tornando-se membro em 1º de janeiro de 2023. No entanto, Chipre e Irlanda, ambos membros da UE, ainda estão em processo de aplicação das regras Schengen. 

 

SCHENGEN VS. UNIÃO EUROPEIA VS. EUROPA

Compreender as diferenças desses três conceitos é fundamental para navegar pela vida, trabalho e viagens pelo Velho Continente. Vamos desmembrá-los um a um:

 

A ÁREA SCHENGEN

A Área Schengen é resultado de um acordo entre países europeus para permitir viagens sem passaporte através de suas fronteiras. Em vez de implementar uma única fronteira externa, esta zona inclui países que concordaram em abolir todas as fronteiras internas. Aqui estão os pontos principais. 

 

MEMBROS

 

LIBERDADE DE VIAGEM

Uma vez que você entra em um país Schengen, pode atravessar para outros sem verificações de fronteira, tornando a viagem contínua e eficiente.

 

PAÍSES NÃO-MEMBROS DA UE

A maioria dos membros do Schengen também são membros da UE, exceto pela Islândia, Noruega, Liechtenstein e Suíça. Outros microestados, como Andorra, Mônaco e San Marino, embora não sejam membros da UE ou do Schengen, seguem as regras do Schengen. Por exemplo, se você tem um passaporte francês, pode viajar sem visto para Andorra ou Mônaco. 

 

Nem todos os países da União Europeia fazem parte da Área Schengen. A Irlanda, por exemplo, não adere totalmente às regras do Schengen para manter uma área de viagem comum com o Reino Unido

Nem todos os países da União Europeia fazem parte da Área Schengen. A Irlanda, por exemplo, não adere totalmente às regras do Schengen para manter uma área de viagem comum com o Reino Unido

A UNIÃO EUROPEIA

A União Europeia é uma união política e econômica de 27 estados-membros comprometidos com a integração regional. Permite a livre circulação e inclui regulamentos econômicos e políticos, além de acordos internacionais coletivos.

 

MOEDA

A maioria, mas não todos, os países da UE usam o euro. Por exemplo, Polônia e Hungria usam suas próprias moedas. 

 

POLÍTICAS

A UE impõe várias regras e regulamentos sobre aspectos como proteção de dados, tarifas comerciais e até mesmo política monetária.

 

PAÍSES NÃO-MEMBROS DO SCHENGEN

Nem todos os países da UE fazem parte do Schengen. Por exemplo, a Irlanda não segue totalmente as regras do Schengen para manter uma área de viagem comum com o Reino Unido. 

 

A Macedônia do Norte é um exemplo de país europeu que não faz parte da União Europeia nem da Área Schengen

A Macedônia do Norte é um exemplo de país europeu que não faz parte da União Europeia nem da Área Schengen

EUROPA

Em um sentido geográfico, a Europa é o continente que se estende do Oceano Atlântico, a oeste, até a Ásia, a leste, e do Oceano Ártico, ao norte, até o Mar Mediterrâneo, ao sul. Compreende 44 países com vários quadros políticos, econômicos e regulatórios. Por exemplo, Belarus, Albânia e Macedônia do Norte são países europeus (mas não membros da UE ou do Schengen).

 

EQUIVOCOS SOBRE A ÁREA SCHENGEN

Para remover possíveis dúvidas, quero escrever esta seção para que você possa simplificar suas viagens pela Europa. Quanto menos equívocos você acreditar/cometer, mais fácil será economizar tempo e principalmente dinheiro ao explorar o Velho Continente.

 

UE IGUAL A SCHENGEN

Essa concepção errônea é comum porque os titulares de passaportes da UE podem viajar sem visto para outros estados membros que, por sua vez, também são membros do Schengen. No entanto, lembre-se de que alguns países da UE não fazem parte do Schengen, enquanto alguns países do Schengen não são da UE. Por exemplo, Chipre ainda não faz parte da Área Schengen, mas Suíça e Noruega (ambos estados Schengen) não estão na UE. 

 

POR QUE ALGUNS PAÍSES OPTAM POR SAIR DA UE? 

A UE oferece alguns benefícios aos seus cidadãos e portadores de visto, como viagens sem visto para estados membros ou, em muitos casos, uma moeda comum que permite transações fáceis sem necessidade de troca de moeda. No entanto, encontramos países como Andorra e Mônaco, que usam o euro como moeda oficial e desfrutam de mais soberania nos aspectos fiscal e legislativo. Outro exemplo é a Noruega, que prefere ficar fora da UE para controlar sua indústria pesqueira. 

 

POR QUE ALGUNS PAÍSES OPTAM POR SAIR DO SCHENGEN?

Até o momento desta escrita (maio de 2024), países como Chipre e Irlanda fazem parte da UE, mas optaram por ficar fora da Área Schengen. Chipre ainda tem uma fronteira disputada entre as divisões grega e turca, enquanto a Irlanda, como mencionado acima, quer manter sua área de viagem comum e fronteira com o Reino Unido. 

 

Os portadores de vistos Schengen não têm direito a trabalhar ou buscar residência. Estadas de longo prazo ou emprego exigem vistos nacionais ou documentação adicional

Os portadores de vistos Schengen não têm direito a trabalhar ou buscar residência. Estadas de longo prazo ou emprego exigem vistos nacionais ou documentação adicional

TODA A EUROPA É SCHENGEN

Outro mito disseminado é que todos os países europeus são estados Schengen, mas a Área Schengen e a Europa não são sinônimos. Politicamente, a Europa é composta por nações diversas com estruturas de governança distintas e políticas diferentes em relação a viagens e controle de fronteiras. Países como Ucrânia, Rússia e os estados dos Bálcãs fora da UE exemplificam essa diversidade, cada um com regulamentos únicos e sem envolvimento na zona de viagem sem fronteiras do Schengen.

 

PRIVILÉGIOS E IMPLICAÇÕES

Finalmente, vamos discutir os privilégios e implicações dos passaportes e vistos da UE em comparação com os do Schengen. Se você deseja obter um segundo passaporte europeu, as linhas a seguir explicarão tudo o que você precisa saber para tomar decisões informadas sobre viagem, residência e emprego na Europa.

 

CIDADANIA DA UE VS. STATUS SCHENGEN

Os cidadãos da UE desfrutam do direito de viajar, trabalhar e viver em qualquer estado membro sem permissões ou vistos adicionais. Os cidadãos da UE se beneficiam dos seguintes direitos:

  • Direitos de viagem: O direito de viajar para, fora ou dentro da UE por via aérea, ferroviária, ônibus ou navio. Isso também se aplica a animais de estimação, desde que possuam seus passaportes de animais de estimação. 

  • Direitos de Emprego: A capacidade de trabalhar em qualquer país da UE sem permissão de trabalho, incluindo acesso a todas as oportunidades de emprego, exceto algumas posições no setor público restritas aos cidadãos nacionais.

  • Direitos de residência: O direito de residir permanentemente em qualquer país da UE após residir legalmente por um período contínuo de cinco anos. 

 

Em contraste, os vistos Schengen permitem que cidadãos não pertencentes à UE entrem a curto prazo para viajar dentro da Área Schengen por até 90 dias dentro de um período de 180 dias. Pontos-chave incluem: 

  • Facilidade de viagem: Os vistos Schengen simplificam as viagens entre os países signatários, eliminando o transtorno de múltiplas solicitações de visto e verificações de fronteira dentro da Zona Schengen.

  • Sem benefícios de longo prazo: Os portadores de vistos Schengen não obtêm direitos de trabalho ou de reivindicar residência; estadias mais longas ou emprego geralmente requerem vistos nacionais e documentação adicional.

 

Compreender as distinções entre a Área Schengen, a União Europeia e o continente europeu é extremamente necessário para quem planeja viver, trabalhar ou viajar na Europa

Compreender as distinções entre a Área Schengen, a União Europeia e o continente europeu é extremamente necessário para quem planeja viver, trabalhar ou viajar na Europa

CONCLUSÃO

Em conclusão, compreender as distinções entre a Área Schengen, a União Europeia e a própria Europa é importante, principalmente para quem considera viajar ou se mudar para essas regiões.

A Área Schengen oferece liberdade de movimento entre seus países membros, embora seja distinta da UE, que proporciona benefícios adicionais, como integração política e econômica para seus cidadãos. Nem todos os países da UE são membros do Schengen, e nem todos os membros do Schengen estão na UE, afetando desde a liberdade de viagem até direitos de residência de longo prazo e oportunidades profissionais.

Reconhecer essas diferenças pode melhorar significativamente seu planejamento estratégico para viver, trabalhar ou viajar na Europa.

 

Relatório de Proteção Offshore


TRABALHE COMIGO

Ajudo meus clientes a se mudarem para o exterior em busca de liberdade, privacidade e autonomia, focando nas questões de imigração, legalidade e impostos que você enfrentará ao se tornar um expatriado. Se você deseja trabalhar individualmente comigo para sair do seu país de origem (ou estabelecer um local de Plano B), então leia esta importante carta e preencha um formulário de inscrição para se tornar um Cliente Privado. Meus honorários não são baratos; no entanto, posso garantir que, quando você trabalha com uma empresa profissional como a nossa, os resultados valerão a pena.

 

MELHORES DO MUNDO EXPATRIADO

Se você deseja obter as melhores informações do mundo expatriado, incluindo oportunidades lucrativas no exterior, estratégias pouco conhecidas para economizar impostos e insights valiosos sobre imigração, passaportes e residências de Plano B, tudo entregue em sua caixa de entrada todas as semanas, então junte-se à nossa correspondência diária, EMS Pulse. Atualmente apreciada por mais de 37.000 expatriados e futuros expatriados em todo o mundo. Preencha o formulário abaixo para se inscrever em nosso boletim informativo gratuito:

 

Mikkel Thorup

Written by Mikkel Thorup

Mikkel Thorup é o consultor expatriado mais procurado do mundo. Ele concentra-se em ajudar clientes privados de alta rede a mitigar legalmente as obrigações fiscais, obter uma segunda residência e cidadania, e reunir uma carteira de investimentos estrangeiros, incluindo bens imobiliários internacionais, plantações de madeira, terrenos agrícolas e outros ativos corpóreos de dinheiro vivo. Mikkel é o Fundador e CEO da Expat Money®, uma empresa privada de consultoria iniciada em 2017. Ele acolhe o popular podcast semanal, o Expat Money Show, e escreveu o #1 Best Seller Expat Secrets - How To Pay Zero Taxes, Live Overseas And Make Giant Piles Of Money.

Recent Posts

Guia Essencial Para Expats: Transações Financeiras E Bancárias Online Seguras

Guia Essencial Para Expats: Transações Financeiras E Bancárias Online Seguras

Navegar pelo sistema bancário de um país estrangeiro é, sem dúvida, desafiador. Você deve entender novas regulamentações, termos e condições de...

Continue Reading
O Plano Ambicioso De Bukele: El Salvador Está Pronto Para Expatriados?

O Plano Ambicioso De Bukele: El Salvador Está Pronto Para Expatriados?

O jovem e carismático presidente de El Salvador, Nayib Bukele, eleito em 2019, atraiu ampla atenção internacional por sua posição política...

Continue Reading
São Cristóvão E Nevis Reduz O Preço Do CBI Para Famílias: Uma Vantagem Regulatória

São Cristóvão E Nevis Reduz O Preço Do CBI Para Famílias: Uma Vantagem Regulatória

Você pode não confiar no governo, mas às vezes, certas regulamentações acabam favorecendo os investidores. Se você acompanha meu conteúdo e faz a...

Continue Reading