Skip to the main content.
Top 7 Razões Pelas Quais Você Nunca Deve Se Mudar Para A Espanha

6 minutos de leitura

Top 7 Razões Pelas Quais Você Nunca Deve Se Mudar Para A Espanha

Muitos expatriados e aqueles que esperam se tornar expatriados veem a Espanha como um paraíso ensolarado onde a vida é fácil. A ideia desse país pode ser cativante, acendendo uma centelha de empolgação em você. O estilo de vida mediterrâneo e relaxado, a culinária espanhola de classe mundial e até mesmo a típica sesta parecem um sonho para você se você vem de um país onde tudo é caro e você passa pouco ou nenhum tempo com sua família devido a obrigações profissionais.

No entanto, a Espanha nos dias de hoje está longe dessa ideia. Isso pode ser surpreendente, mas os tempos mudaram muito, e a Espanha não é exceção. Altos impostos, uma fraca aplicação da lei e até mesmo a sombra de agendas globais são apenas algumas das razões pelas quais este não é o país que você pode imaginar.

Neste artigo, estamos explorando os aspectos que podem desafiar sua visão da vida de expatriado na Espanha. Você descobrirá as realidades que talvez não estejam em seu radar. Portanto, se estiver pronto para explorar além do folheto brilhante, vamos começar.

 

A sesta espanhola permaneceu apenas no campo das ideias, alguns expatriados dizem que a Espanha é boa para viver, mas não para trabalhar.

A sesta espanhola permaneceu apenas no campo das ideias, alguns expatriados dizem que a Espanha é boa para viver, mas não para trabalhar

#7 O MITO DA SIESTA ESPANHOLA

Agora é hora de desmistificar um mito que tem sido perpetuado sobre a Espanha: a lendária sesta. A ideia de que o país inteiro faz uma soneca à tarde, deixando as ruas desertas e as lojas fechadas, é apenas isso - uma ideia. Embora a cultura da sesta exista em certas regiões, não é tão prevalente quanto você pode pensar.

Longas jornadas de trabalho são a norma, e aquelas sestas ao meio-dia podem ser reservadas para os fins de semana. É por isso que até mesmo alguns expatriados afirmam que a Espanha é um bom lugar para viver, mas não para trabalhar

 

Não importa o quanto você acredite que pode agregar muito valor ao mercado de trabalho espanhol, você pode acabar sobrecarregado e mal remunerado.

Não importa o quanto você acredite que pode agregar muito valor ao mercado de trabalho espanhol, você pode acabar sobrecarregado e mal remunerado

#6 ÊXODO DE TALENTOS E FALTA DE OPORTUNIDADES

Conforme você se estabelece na sua vida de expatriado, você pode notar algo peculiar - uma notável falta de profissionais qualificados vindos da Espanha. Para onde eles foram, você pergunta? Muitos embarcaram em uma jornada semelhante à sua. Eles escaparam do país em busca de melhores oportunidades fora de sua terra natal. Isso deixa lacunas na paisagem profissional da Espanha.

Mas espere, não pense que você salvará o país de seus demônios. Você pode querer se mudar para lá e se tornar uma raridade para ganhar muito dinheiro (ou melhor, euros). Isso, novamente, é apenas uma boa ideia.

Mesmo que você traga muito valor para o mercado de trabalho espanhol, é muito provável que seja sobrecarregado e mal remunerado. A Espanha é prova de que trabalhar longas horas não se traduz em lucro. Isso se deve, entre outras razões, ao que falamos na razão número 2 - impostos.

Portanto, profissionais qualificados são raros, enquanto empregos de baixo escalão são comuns. Os indivíduos mais ambiciosos muitas vezes se mudam para outros países que oferecem salários maiores ou regimes fiscais mais favoráveis. Por exemplo, empreendedores online bem-sucedidos são criticados por se mudarem para Andorra devido ao seu regime fiscal conveniente. Existe um consenso estranho que retrata jurisdições como Andorra como "paraísos fiscais", mas parece que ninguém chama a Espanha de uma jurisdição de alto imposto.

 

Grandes centros urbanos como Barcelona e Madrid oferecem comodidades modernas e mercados movimentados, mas o custo de vida pode ser alto.

Grandes centros urbanos como Barcelona e Madrid oferecem comodidades modernas e mercados movimentados, mas o custo de vida pode ser alto

#5 DIVISÃO NA INFRAESTRUTURA E ÊNFASE NOS CENTROS URBANOS

Imagine viver em uma pitoresca área rural na Espanha, cercada por colinas ondulantes e paisagens deslumbrantes. Mas novamente, a realidade se impõe - a infraestrutura deixa a desejar. Você lida com estradas esburacadas, internet fraca e uma sensação geral de isolamento.

Agora, considere o atrativo das principais áreas urbanas, como Barcelona e Madrid. Essas cidades oferecem comodidades modernas, mercados movimentados e uma cena cultural diversificada. Mas o custo de vida também pode ser elevado.

Outro aspecto importante é o setor de energia, que vem com seu próprio conjunto de defeitos. No entanto, em regiões como Canárias, Andaluzia e Catalunha, eles podem fazer parte da sua realidade. Imagine uma noite tranquila em casa, as luzes piscam de repente e a escuridão envolve o quarto. Você liga para sua companhia, mas eles não oferecem nenhuma solução.

 

Seja essencial ou não, é necessário prestar atenção às etiquetas de preço na Espanha, sem mencionar os impostos exorbitantes.

Seja essencial ou não, é necessário prestar atenção às etiquetas de preço na Espanha, sem mencionar os impostos exorbitantes

#4 o CUSTO DA VIDA DIÁRIA E DESPESAS INESPERADAS

É inegável que o custo de vida na Espanha é um dos mais baixos da União Europeia, especialmente em comparação com países como Luxemburgo.  Imagine passear por um mercado local, cativado pelas vibrantes exposições de produtos frescos. Mas quando você estende a mão para uma garrafa de renomado azeite espanhol, você fica surpreso com a etiqueta de preço - um litro custa 6 euros. Este país não era um dos principais exportadores de azeite de oliva?

O custo de vida é uma fera multifacetada, exigindo uma consideração cuidadosa de cada despesa. É como se você fosse um detetive, examinando cada recibo e avaliando o valor de cada compra. Desde os itens essenciais até os luxos, as etiquetas de preço na Espanha podem ser um despertar, remodelando suas percepções das despesas diárias. Some a isso a tributação astronômica, e você encontrará a razão perfeita para viver em outro lugar.

 

O governo espanhol é muito eficiente quando se trata de coletar impostos, independentemente do partido no poder.

O governo espanhol é muito eficiente quando se trata de coletar impostos, independentemente do partido no poder

#3 ARRECADAÇÃO DE IMPOSTOS EFICIENTE, BUROCRACIA INEFICIENTE

Imagine o seguinte: você acabou de se mudar para a Espanha, animado para embarcar em sua jornada como expatriado. Você se instalou em sua nova casa, saboreou algumas tapas e está pronto para abraçar o estilo de vida mediterrâneo. A vida é boa, certo? Nem tanto, no entanto...

Quando você menos espera, chega uma carta do Coletor de Impostos (na Espanha, Hacienda). Ela te atinge como um raio e é um texto enorme repleto de palavras que você nem mesmo consegue entender; ao analisar, você percebe que estão exigindo pagamento da sua "justa parcela" de impostos. "A Espanha é diferente", eles dizem.

O governo espanhol é extremamente rápido quando se trata de tirar dinheiro de você. Não importa o partido no poder, a Hacienda é sempre o ministério mais eficiente. Mas e os outros? O restante da máquina governamental fará você se sentir como se estivesse em um jogo interminável de pingue-pongue burocrático - você não tem certeza para onde se virar, e o resultado muitas vezes está longe de ser certo.

 

Sendo pragmático, um patrimônio líquido de 167.129,45 euros está sujeito a um imposto sobre a fortuna de 0,2%. A Espanha definitivamente não é um bom país para guardar seu dinheiro.

Sendo pragmático, um patrimônio líquido de 167.129,45 euros está sujeito a um imposto sobre a fortuna de 0,2%. A Espanha definitivamente não é um bom país para guardar seu dinheiro

#2 IMPOSTOS ELEVADOS, RETORNOS QUESTIONÁVEIS E IMPACTO DO IMPOSTO SOBRE A FORTUNA

É comum ouvir "intelectuais" afirmarem que impostos são necessários para financiar hospitais, escolas, estradas e outros serviços. Como meu querido amigo Alex Voss destacou no episódio do podcast sobre cidades autônomas,  isso simplesmente não é verdade. No entanto, a propaganda do governo espanhol se concentra em mirar os "ricos" e perseguir qualquer indivíduo produtivo na economia para financiar seus "programas sociais".

O resultado? O êxodo de talentos mencionado anteriormente. Para piorar a situação, os trabalhadores são forçados a dedicar mais da metade do seu dinheiro suado em impostos. Você consegue ver para onde está indo todo esse dinheiro? Os serviços prestados às vezes fazem você se perguntar para onde está indo o seu dinheiro. Se você quiser recorrer ao sistema de saúde público, espere longos tempos de espera para conseguir uma consulta. utro exemplo indignante é que várias rodovias exigem que você pague pedágios. As estradas não foram construídas com dinheiro dos impostos?

E, como prometido pelo próprio governo espanhol, eles querem taxar os ricos. É por isso que um imposto sobre a fortuna de até 3,5% entra em jogo. Para colocar as coisas em perspectiva, basta pensar que um patrimônio líquido modesto de €167.129,45 está sujeito a um imposto sobre a fortuna de 0,2%. Como você pode ver, a Espanha não é um bom país para manter seu dinheiro. Nesse aspecto, Portugal está fazendo um trabalho melhor. 

 

A Espanha tem a reputação de ser um dos países com a melhor culinária do mundo, mas ninguém sabe até quando devido às escassezes de alimentos e à pressão fiscal sobre os agricultores.

A Espanha tem a reputação de ser um dos países com a melhor culinária do mundo, mas ninguém sabe até quando devido às escassezes de alimentos e à pressão fiscal sobre os agricultores

#1 Agenda 2030 e Setor Agrícola

Sob a aparência das intenções bem-sucedidas da Agenda 2030, esconde-se uma realidade perigosa - mais controle de todos os aspectos da vida das pessoas, incluindo a alimentação. Impostos e regulamentações têm sufocado os agricultores espanhóis, tornando difícil para eles lucrar com seu trabalho vital para a sociedade. Nos últimos anos, várias barragens de água foram destruídas, levantando preocupações entre os agricultores. A Espanha é frequentemente considerada um dos países com a melhor culinária do mundo, mas quem sabe se isso mudará em breve devido a provocadas escassez de alimentos.

Discutir todos os perigos dessa agenda é um tópico para outro artigo, mas apenas para que você tenha uma ideia geral, considere que a Espanha é membro da União Europeia, portanto, não é um país soberano. Quando se trata de impostos, é verdade que o governo faz o que pode para oprimir indivíduos trabalhadores com o consentimento da UE. No entanto, o BCE controla a política monetária e está até flertando com a ideia de implementar CBDCs, o que provavelmente implicará restrições maciças às liberdades.

 

Se você está procurando um estilo de vida semelhante ao da Espanha, incluindo gastronomia e pessoas amigáveis, eu sugiro o Panamá, que tem muitas semelhanças com um custo de vida mais baixo e um regime tributário mais amigável.

Se você está procurando um estilo de vida semelhante ao da Espanha, incluindo gastronomia e pessoas amigáveis, eu sugiro o Panamá, que tem muitas semelhanças com um custo de vida mais baixo e um regime tributário mais amigável

CONCLUSão

Concluindo nossa exploração, a jornada de expatriados na Espanha se desenrola como um mosaico de surpresas que se estendem além de sua atração inicial. Sob a superfície beijada pelo sol, há uma paisagem de complexidades, desde a burocracia intrincada até as agendas em constante mudança. Enquanto o encanto da cultura local e das paisagens pitorescas chama a atenção, também o fazem os desafios de se adaptar a impostos elevados e de navegar por limitações de infraestrutura, entre outros.

Se você deseja desfrutar de um estilo de vida semelhante ao da Espanha, incluindo comida incrível e pessoas amigáveis, eu sugiro fortemente o Panamá – a mesma língua, custo de vida mais baixo e um regime tributário melhor.

No final do dia, todos são livres para escolher o destino que mais lhes convém, mas quando se trata de viver e trabalhar, a Espanha tem muito espaço para melhorias. Infelizmente, não há uma real intenção de reformar o país e resolver todos esses problemas estruturais.

 

Relatório de Proteção Offshore


TRABALHE COMIGO

Ajudo meus clientes a se mudarem para o exterior em busca de liberdade, privacidade e autonomia, focando nas questões de imigração, legalidade e impostos que você enfrentará ao se tornar um expatriado. Se você deseja trabalhar individualmente comigo para sair do seu país de origem (ou estabelecer um local de Plano B), então leia esta importante carta e preencha um formulário de inscrição para se tornar um Cliente Privado. Meus honorários não são baratos; no entanto, posso garantir que, quando você trabalha com uma empresa profissional como a nossa, os resultados valerão a pena.

 

MELHORES DO MUNDO EXPATRIADO

Se você deseja obter as melhores informações do mundo expatriado, incluindo oportunidades lucrativas no exterior, estratégias pouco conhecidas para economizar impostos e insights valiosos sobre imigração, passaportes e residências de Plano B, tudo entregue em sua caixa de entrada todas as semanas, então junte-se à nossa correspondência diária, EMS Pulse. Atualmente apreciada por mais de 37.000 expatriados e futuros expatriados em todo o mundo. Preencha o formulário abaixo para se inscrever em nosso boletim informativo gratuito:

 

Mikkel Thorup

Written by Mikkel Thorup

Mikkel Thorup é o consultor expatriado mais procurado do mundo. Ele concentra-se em ajudar clientes privados de alta rede a mitigar legalmente as obrigações fiscais, obter uma segunda residência e cidadania, e reunir uma carteira de investimentos estrangeiros, incluindo bens imobiliários internacionais, plantações de madeira, terrenos agrícolas e outros ativos corpóreos de dinheiro vivo. Mikkel é o Fundador e CEO da Expat Money®, uma empresa privada de consultoria iniciada em 2017. Ele acolhe o popular podcast semanal, o Expat Money Show, e escreveu o #1 Best Seller Expat Secrets - How To Pay Zero Taxes, Live Overseas And Make Giant Piles Of Money.

Recent Posts

Quais Países Fazem Parte da Àrea Schengen?

Quais Países Fazem Parte da Àrea Schengen?

Schengen, Europa e União Europeia (UE) são termos frequentemente usados de forma intercambiável, mas eles são realmente iguais? Compreender essas...

Continue Reading
O Socialismo Persiste No México: Quão Preocupante É A Vitória De Claudia Sheinbaum Para Os Expatriados?

O Socialismo Persiste No México: Quão Preocupante É A Vitória De Claudia Sheinbaum Para Os Expatriados?

O México tem sido um centro querido para expatriados por tanto tempo, mas será o mesmo após a vitória da recém-eleita presidente socialista Claudia...

Continue Reading
Censura Woke No Canadá: Como A Lei De Danos Online Ameaça A Liberdade De Expressão

Censura Woke No Canadá: Como A Lei De Danos Online Ameaça A Liberdade De Expressão

Em 26 de fevereiro de 2024, um novo projeto de lei chamado Projeto de Lei C-63, conhecido como a Lei de Danos Online, foi introduzido pela primeira...

Continue Reading