Skip to the main content.
Além Da Confiança: Avaliando A Segurança Em Países Legados

7 minutos de leitura

Além Da Confiança: Avaliando A Segurança Em Países Legados

Alguns países do “primeiro mundo”, outrora vistos como o epítome da segurança e da estabilidade, começaram a apresentar fissuras na sua armadura. 

Você não está sozinho se se sentiu desconfortável com o estado de segurança em países ocidentais legados, como os EUA, o Reino Unido e o Canadá. Além dos altos impostos, da cultura do cancelamento e do evidente ataque às liberdades pessoais, a segurança é uma preocupação comum entre expatriados de todas as esferas da vida.

Ainda hoje, pessoas de todo o mundo deslocam-se para estes locais em busca de oportunidades, na esperança de aproveitar ao máximo estes chamados destinos de sonho. No entanto, as ruas não são tão seguras como costumavam ser, nem os próprios países. O mundo mudou drasticamente nos últimos anos e os limites outrora claros entre segurança e risco estão a confundir-se.

Este artigo pretende esclarecer as realidades por detrás destas percepções, oferecendo informações claras e factuais sobre o que está a acontecer nestas nações. Se você quiser descobrir as verdades e mitos que cercam a segurança em países legados, continue lendo para saber mais.

 

Flórida, EUA

Flórida, EUA

ESTADOS UNIDOS: CIDADES FRACASSADAS E FIM DO "SONHO AMERICANO"

A narrativa dos EUA como uma terra de oportunidades e de segurança incomparável é cada vez mais questionada, especialmente quando se consideram certas estatísticas. Por exemplo, falta de moradia em todo o país registou um aumento de 12% em 2024, incluindo um aumento preocupante de 15,5% nas famílias com crianças. Esta tendência, juntamente com abuso de drogas, assola muitas das principais cidades do país, por exemplo, São Francisco e Los Angeles.

Outro exemplo marcante é a Identificação do Departamento de Justiça de cidades como Seattle, Portland e Nova Iorque como jurisdições que permitem a anarquia, a violência e a destruição de propriedade. Conforme observado na análise, os líderes estaduais e locais impediram que os seus agentes responsáveis pela aplicação da lei cuidassem das situações perigosas que ocorreram durante os protestos do BLM e outros eventos. 

Em Nova Iorque, uma recente mudança política resultou numa abordagem mais permissiva em relação a pequenos crimes, incluindo roubos. Não é difícil imaginar um expatriado que se mudou para Nova Iorque para o famoso “Sonho Americano” questionando agora a decisão, já que ser excessivamente cauteloso não é uma escolha, mas sim uma obrigação. Os EUA, há muito vistos como uma terra de prosperidade e segurança, são agora um país onde a vigilância é vital. 

 

Toronto Canadá

Toronto Canadá

CANADÁ: NÃO APENAS POLIDEZ E XAROPE DE BORDO

A imagem do Canadá como um refúgio de educação e segurança não é isenta de falhas. Desde que Trudeau assumiu o poder para implementar políticas “progressistas”, o país entrou numa espiral descendente.

O evidente aumento consumo de drogas, especialmente em cidades como Vancouver, é chocante. Este problema estende-se a impressionantes 23% dos canadianos com 15 anos ou mais que utilizam medicamentos psicoativos, totalizando 7 milhões de pessoas. Não se trata apenas de uma questão de aplicação da lei, mas de uma questão social que afeta a vida cotidiana tanto dos residentes como dos expatriados. 

Além disso, a situação dos sem-abrigo no Canadá é alarmante, com projeções indicando que poderá duplicar até 2030. A província de New Brunswick registou um aumento visível do número de sem-abrigo só em 2023. Além disso, grandes cidades como Toronto enfrentam situações semelhantes. Esta edição mostra uma sociedade que luta com algo tão essencial como um abrigo sobre a cabeça. 

Os expatriados no Canadá poderiam ter esperado uma vida pacífica cercada pela natureza, apenas para se verem pisando em agulhas na calçada e pagando muito dinheiro por um teto sobre suas cabeças. 

Por último, mas não menos importante, a eutanásia, um tema de debate ético, tem ganhou força no Canadá, sendo uma surpresa para expatriados de países que valorizam a santidade da vida. Como pode o Canadá ser um bom país para se viver quando até mesmo os profissionais médicos sugerem que os doentes recorram a isso em vez de apoiá-los nas suas lutas?

 

Cidade Velha de Estocolmo, Suécia

Cidade Velha de Estocolmo, Suécia

SUÉCIA: UM CONFLITO DE PERCEPÇÕES E REALIDADE

Junto com outros países nórdicos, Suécia há muito tempo é aclamado por sua progressividade e alta qualidade de vida. No entanto, enfrenta o seu próprio conjunto de desafios. O aumento de casos de estupro é uma questão séria que nada tem a ver com a imagem igualitária do país. Para os expatriados, especialmente as mulheres, esta pode ser uma realidade chocante, desafiando as noções preconcebidas de segurança e igualdade na Suécia. 

Para piorar a situação, a situação em grandes cidades como Estocolmo e Malmö amplifica estas preocupações. Além disso, a violência relacionada com gangues aumentou, com 283 ataques armados registados entre gangues rivais em 2023. Outros crimes que podem ocorrer são o roubo de bolsas e os furtos de carteiras.

Este paradoxo é mais do que uma anomalia estatística; é uma preocupação que molda a vida e as decisões diárias. Por exemplo, a taxa global de criminalidade na Suécia registou um aumento de 1,08% em 2019, revertendo o declínio de 5,4% em 2017. Estas preocupações de segurança para um expatriado que está a considerar uma mudança são sem dúvida relevantes, uma vez que ofuscam os aspectos positivos que a Suécia pode oferecer. 

Outro fenómeno preocupante com que a Suécia tem vindo a lidar há décadas é a sua alta taxa de suicídio. Por exemplo, em 2022, a taxa de suicídio entre pessoas com 15 anos ou mais era de 14 (por 100.000 habitantes). As razões para isso são, obviamente, variadas, mas uma delas é a incapacidade de comprar mantimentos e pagar as contas. De acordo com a Autoridade Sueca de Execução, uma agência governamental que lida com questões relacionadas com dívidas, afirmou ter recebido 279 ameaças de suicídio por causa disso. Quem disse que impostos elevados garantem bem-estar?


 

Alicante, Espanha

Alicante, Espanha

ESPANHA: O PORTO SEGURO DO DESFALECIMENTO

A Espanha, outrora celebrada como um dos melhores países para as mulheres darem a luz, tem visto uma mudança preocupante. O sistema jurídico no tratamento de crimes sexuais e o perigo crescente em cidades como Barcelona devido a furtos e outros pequenos crimes sinalizam uma mudança significativa. Além disso, a proximidade de Espanha com África favoreceu o afluxo de imigrantes ilegais, complicando ainda mais a situação, com expatriados e habitantes locais a encontrarem-se numa paisagem urbana por vezes insegura. 

Para ilustrar esta tendência, só precisamos de olhar para algumas estatísticas. Por exemplo, entre 2018 e 2019, Espanha registou um aumento significativo de 13,71% na taxa geral de criminalidade. Outro dado preocupante são os quase 2 milhões de infrações penais registadas nos primeiros nove meses de 2023.

Muitos expatriados, especialmente reformados, escolhem Espanha pela sua famosa qualidade de vida, mas esta pode ser uma experiência decepcionante. Além disso, o governo muitas vezes faz vista grossa aos invasores de casas, dando-lhes ainda mais direitos do que os proprietários, o que prova um Estado de direito e uma proteção da propriedade privada deficientes. 

O país que já foi um símbolo da vida mediterrânica descontraída é agora um lugar onde a vigilância é cada vez mais necessária. Em suma, um país que dá passagem aos criminosos e não protege aqueles que agregam valor não é o melhor lugar para ser um expatriado.

 

Conteúdo relacionado: Sete Principais Razões Pelas Quais Você Nunca Deve Se Mudar Para A Espanha

 

Porto de Vallon des Auffes em Marselha, França

Porto de Vallon des Auffes em Marselha, França

FRANÇA: O ponto fraco da cidade das luzes

A França, e especialmente Paris, é frequentemente romantizada como um destino de sonho. No entanto, as realidades do país são totalmente diferentes. As duas cidades mais populosas, Paris e Marselha, testemunharam uma situação preocupante aumento nas taxas de homicídio, e a presença de batedores de carteira em áreas turísticas é uma preocupação constante. 

Ao olhar para as estatísticas da criminalidade, é quase inevitável pensar que a França já não é segura. Entre 2018 e 2019, França registou um aumento de 7,99% na sua taxa de criminalidade, passando de 1,08 para 1,17. Em 2020, subiu para 1,35. Finalmente, o aumento de 90% nos homicídios e tentativas de homicídio entre 2000 e 2020 pinta um quadro que nada tem a ver com um país frequentemente associado ao glamour e ao amor.

Os frequentes protestos voláteis em todo o país adicionam outra camada de imprevisibilidade. Embora os franceses tenham protestado recentemente por razões legítimas, como o ataque às liberdades pessoais e médicas, isto está longe de ser a idílica vida parisiense frequentemente retratada nos meios de comunicação social e na literatura. Muitos ainda pensam numa existência despreocupada quando consideram a vida francesa, mas há uma forte necessidade de maior consciência e propriedade. 

 

Londres, Reino Unido

Londres, Reino Unido

O REINO UNIDO: UMA TRANSFORMAÇÃO TUMULTUOSA

O Reino Unido é frequentemente conhecido pela sua bela natureza, universidades de renome e chá da tarde. Embora tudo isto ainda faça parte do apelo britânico, o país está a registar um aumento da violência, especialmente esfaqueamentos e atividades relacionadas a gangues, em cidades como Manchester e a capital, Londres. O aumento de tais crimes pinta um quadro de cidades em turbulência, longe dos destinos históricos e seguros que muitas vezes são considerados. 

Durante os últimos anos, o Reino Unido passou por um período de inflação maciça, aumento dos preços de bens e serviços essenciais e, em geral, uma crise no custo de vida que disparou a taxa de pobreza e colocou uma grande parte da população numa posição delicada. 

Entretanto, um grande problema com que o Reino Unido lida não é outro senão o futebol vandalismo, uma tendência preocupante que consiste na violência extrema entre torcedores de diferentes clubes de futebol. Não apenas alguns torcedores estão brigando por um jogo que deveria ser divertido e amigável, mas também foram registrados alguns casos envolvendo consumo de cocaína. Eventos como este mostram, mais uma vez, a decadência deste país.

Em Outubro de 2022, a taxa de inflação era de 11,1% e, durante 2021 e 2022, o custo de vida aumentou drasticamente em todo o país devido às elevadas taxas de juro e às elevadas faturas energéticas. Sendo um país anteriormente conhecido como um lugar de oportunidades, declinou drasticamente e empurrou muitos Britânicos a encontrarem uma vida melhor em outro lugar.

 

Fontes de Dubai, Dubai, Emirados Árabes Unidos

Fontes de Dubai

ONDE VOCÊ DEVE IR AGORA?

Não existe uma resposta única, pois tudo depende das suas preferências e estilo de vida escolhido. Ser expatriado pode ser uma experiência gratificante que exige ter em mente vários fatores, como a segurança.

Você provavelmente já ouviu falar que para uma sociedade ser civilizada e segura, os residentes devem pagar impostos – quanto mais altos, melhor. Esta noção não poderia estar mais longe da verdade, e os países que abordamos neste artigo nada mais são do que alguns exemplos. Todos estes países têm impostos extremamente elevados, onde os residentes trabalham metade do ano – ou mais – apenas para cumprir as suas obrigações fiscais.

Agora, deixe-me mostrar alguns exemplos de países que, embora tenham impostos baixos, podem ser extremamente seguros. Morei nos Emirados Árabes Unidos por vários anos, um país seguro e sem imposto de renda. Então, por vários motivos que expliquei aquiaqui, Decidi me mudar para o Panamá, onde ainda pago nenhum imposto sobre minha renda. Embora muitos considerem a América Latina uma região perigosa, ela pode ser bastante segura se você tiver bom senso e não se aventurar em determinadas zonas.

Por exemplo, o Panamá é seguro, com algumas áreas a evitar, como a selva de Darién, perto da fronteira com a Colômbia. Um dos meus países favoritos é o Uruguai, que merece muito mais reconhecimento devido ao seu atrativo regime fiscal para expatriados e, claro, sua segurança. Eu também liberei um livro sobre o México, e no capítulo 6, onde falo sobre segurança, destruo o mito de que este é um país proibitivo. Além disso, expatriados e turistas raramente são alvos de crimes. 


 

cidade do Panamá

cidade do Panamá

CONCLUSÃO

Os países ocidentais legados, como os mencionados neste artigo, não estão isentos de problemas de segurança. O aumento da criminalidade tem sido brutal nos últimos anos, mas não parece que acabará tão cedo. Abordámos os problemas que alguns países muitas vezes considerados seguros estão realmente a enfrentar.

Além disso, vale a pena considerar as ameaças de guerra e de conflitos geopolíticos no contexto atual. Daí a minha preferência pela América Latina, que na minha opinião é uma das melhores regiões para residir porque se mantém fora dos conflitos militares internacionais.

Em conclusão, embora as preocupações de segurança nestes países ocidentais legados sejam reais e não devam ser subestimadas, também apresentam uma oportunidade para os expatriados explorarem novos horizontes e encontrarem um país que se alinhe com o seu estilo de vida e visão. 

 

Relatório de Proteção Offshore


TRABALHE COMIGO

Ajudo meus clientes a se mudarem para o exterior em busca de liberdade, privacidade e autonomia, focando nas questões de imigração, legalidade e impostos que você enfrentará ao se tornar um expatriado. Se você deseja trabalhar individualmente comigo para sair do seu país de origem (ou estabelecer um local de Plano B), então leia esta importante carta e preencha um formulário de inscrição para se tornar um Cliente Privado. Meus honorários não são baratos; no entanto, posso garantir que, quando você trabalha com uma empresa profissional como a nossa, os resultados valerão a pena.

 

MELHORES DO MUNDO EXPATRIADO

Se você deseja obter as melhores informações do mundo expatriado, incluindo oportunidades lucrativas no exterior, estratégias pouco conhecidas para economizar impostos e insights valiosos sobre imigração, passaportes e residências de Plano B, tudo entregue em sua caixa de entrada todas as semanas, então junte-se à nossa correspondência diária, EMS Pulse. Atualmente apreciada por mais de 37.000 expatriados e futuros expatriados em todo o mundo. Preencha o formulário abaixo para se inscrever em nosso boletim informativo gratuito:

 

Mikkel Thorup

Written by Mikkel Thorup

Mikkel Thorup é o consultor expatriado mais procurado do mundo. Ele concentra-se em ajudar clientes privados de alta rede a mitigar legalmente as obrigações fiscais, obter uma segunda residência e cidadania, e reunir uma carteira de investimentos estrangeiros, incluindo bens imobiliários internacionais, plantações de madeira, terrenos agrícolas e outros ativos corpóreos de dinheiro vivo. Mikkel é o Fundador e CEO da Expat Money®, uma empresa privada de consultoria iniciada em 2017. Ele acolhe o popular podcast semanal, o Expat Money Show, e escreveu o #1 Best Seller Expat Secrets - How To Pay Zero Taxes, Live Overseas And Make Giant Piles Of Money.

Recent Posts

E-Apostila: A Maneira Mais Fácil De Legalizar Seus Documentos

E-Apostila: A Maneira Mais Fácil De Legalizar Seus Documentos

Lidar com a burocracia, embora muitas vezes estressante, é um aspecto inevitável ao interagir com a administração pública. Seja obtendo documentos,...

Continue Reading
Oportunidades De Ouro: Usando IRAs Autodirigidas Para Comprar Metais Preciosos

Oportunidades De Ouro: Usando IRAs Autodirigidas Para Comprar Metais Preciosos

Durante a pandemia de Covid-19, o Reino Unido enfrentou uma significativa agitação financeira, destacando uma lição crucial para o planejamento...

Continue Reading
Como Você Pode Solicitar Residência Em El Salvador

Como Você Pode Solicitar Residência Em El Salvador

El Salvador possui um clima tropical e é rico em beleza natural e uma grande variedade de fauna. Suas belas praias com ondas incríveis e parques...

Continue Reading