Featured Image

5 minutos de leitura

Common (Direito Comum), Civil E Lei Sharia Exploradas E Comparadas

Se você está pensando em uma nova vida no exterior ou já está aproveitando os benefícios de um estilo de vida de expatriado, é provável que saiba que existe uma brecha em todas as leis. Por mais que a lei seja osso duro de roer, é preciso conhecer as regras para usá-las a seu favor. Enquanto muitos apenas cumprem e nunca questionam a lei que os rege, outros preferem estudar e aproveitar ao máximo. Sem ir mais longe, o sistema tributário é, na verdade, um sistema de incentivos, portanto, se bem empregado, você pode manter a maior parte do seu dinheiro no bolso. Melhor lá do que nas mãos de governantes gananciosos, é claro.

Como expatriado, ajudei outros expatriados a garantir suas novas vidas no exterior graças ao meu conhecimento jurídico. Minha missão é fazer com que o complexo pareça mais simples, principalmente em questões como o direito. Lembre-se, eu o cobrirei se você não tiver tempo ou motivação para aprender tudo sobre um assunto específico. Sinta-se livre para contatar-me, e estudarei seu caso minuciosamente para garantir sua nova vida no exterior.

Neste artigo, abordarei brevemente as três principais categorias de leis (Civil, Comum e Sharia), compará-las e fazer com que você veja o quadro geral. Independentemente de onde você deseja começar sua nova vida, você encontrará um desses três em algum momento, por isso é uma boa ideia aprender o básico. Continue lendo para saber mais.

 

Portugal é um dos países que aplicam o Direito Civil

Portugal é um dos países que aplicam o Direito Civil

AS RAÍZES DE CADA SISTEMA JURÍDICO

Em primeiro lugar, é fundamental saber de onde vem cada lei. Dessa forma, você pode entender melhor quais regras você deve respeitar, bem como a cultura do território em questão.

 

DIREITO CIVIL

Civil Law (Direito Civil), também conhecida como continental ou romano-germânica, está presente em cerca de 60% do mundo e em cada continente. Um famoso jurista, John Salmond, definiu-a como “a lei do Estado ou a lei do país, a lei dos advogados e a lei dos tribunais”. O próprio termo está enraizado no antigo romano “jus civile”, que significa lei do cidadão. Uma definição mais atualizada seria “um conjunto de regras que regulam os direitos civis ou privados dos cidadãos e não do público em geral”. Portanto, é um sistema codificado.

Acredita-se que o ex-imperador bizantino Justiniano I seja o precursor do Direito Civil moderno. Seu Código de Justiniano, ou “Corpus Juris Civilis”, é uma coleção de suas obras fundamentais em jurisprudência, consistindo em quatro partes chamadas "Codex", "Digesta", "Institutions" e "Noveallae". Este Corpo de Direito Civil regulava muitos aspectos da sociedade, incluindo religião, heresia e paganismo. É claro que o Direito evoluiu significativamente ao longo dos séculos. Este sistema tende a ser baseado em regulamentos aprovados pelo parlamento.

Esta Lei pode ser encontrada em vários países europeus e também em territórios colonizados por potências europeias, como os impérios holandês, francês, alemão, português e espanhol. Consequentemente, muitos países da América Central ou da América Latina seguem uma estrutura de direito civil. Alguns países asiáticos como China, Japão, Indonésia e Tailândia também o adotaram.

 

Conteúdo relacionado: O Básico De Como Obter Um Segundo Passaporte Ou Uma Segunda Residência

 

Londres é o berço do Common Law

Londres é o berço do Common Law

COMMON LAW (DIREITO COMUM)

Common Law, também conhecido como Case Law ou Direito Anglo-Americano, está presente no mundo anglo-saxão, mas também pode ser encontrado em outros territórios. Por exemplo, embora o Império Britânico nunca tenha invadido Mônaco, este estado oferece Trustes. Este sistema jurídico nasceu no início da Idade Média, na Corte do Rei em Westminster, perto de Londres. Os anglo-saxões imitavam um corpo de regras semelhante ao dos povos germânicos do norte da Europa. Após a conquista normanda de 1066, a Inglaterra criou sua lei comum.

O sistema geralmente não é codificado, portanto não há um conjunto fixo de regras legais e estatutos. Apesar de alguns estatutos dispersos, baseia-se em decisões judiciais proferidas em instâncias semelhantes. Essas evidências são chamadas de “precedentes”, que os tribunais mantiveram ao longo do tempo por meio de anuários e relatórios. Os precedentes funcionam como uma referência que o juiz presidente usará para decidir cada caso. Os juízes podem ser considerados como formadores de lei.

Essa lei pode ser encontrada em vários países, como Reino Unido, Canadá, Austrália, Índia, Nova Zelândia e Estados Unidos. As ex-colônias britânicas e territórios ultramarinos, como Cingapura, Ilhas Cook e Hong Kong, também praticam essa lei.

 

Você pode encontrar a Lei da Sharia no Catar

Você pode encontrar a Lei da Sharia no Catar

Lei SHARIA

Sharia Law é a lei religiosa do Islã. O significado literal da Sharia em árabe é “o caminho correto”. Outra definição é “uma vasta estrada que leva a uma fonte de água ininterrupta”. Os muçulmanos consideram a Sharia um código moral de conduta que compreende todos os deveres muçulmanos. Por extensão, esta lei não apenas regula as interações do indivíduo com seus concidadãos e o Estado, mas também regula a consciência e o relacionamento do indivíduo com Deus (Allah)..

Considerando que a Sharia é a lei divina, o termo “Fiqh” é a jurisprudência islâmica. Cada Lei Islâmica é baseada no Alcorão, que é o livro sagrado dos muçulmanos, e na Sunnah, que são os ensinamentos, ditos e práticas do Profeta Muhammad. Os muçulmanos acreditam que Muhammad encarna a lei divina, então ele é um modelo. Quando um muçulmano deseja responder a uma pergunta, ele deve ir primeiro ao Alcorão. Se o Livro não resolver, ele deve ir à Sunnah. E se isso também não responder à pergunta, os estudiosos muçulmanos são o último recurso. A Lei Sharia abrange diversos aspectos, como transações bancárias, transações, divórcio, casamento e práticas espirituais, como oração, peregrinação, caridade e jejum.

Esta Lei pode ser encontrada na maioria dos países árabes e países com uma população muçulmana considerável. Alguns exemplos são Arábia Saudita, Catar, Bahrein, Emirados Árabes Unidos, Bangladesh, Paquistão, Irã, etc. A Indonésia e a Malásia seguem, respectivamente, Leis Civis e Comuns. No entanto, eles têm regiões específicas onde a Sharia prevalece. Um bom exemplo é Aceh, uma província da Indonésia. Deve-se notar que nenhum país muçulmano implementa toda a Sharia, e não existe uma forma única de Sharia..

 

Dubai, Emirados Árabes Unidos

Dubai, Emirados Árabes Unidos

TODOS OS SISTEMAS COMPARADOS

Se você leu até aqui, é provável que já tenha uma ideia das diferenças e semelhanças entre esses sistemas jurídicos. No entanto, vou comentá-los um pouco para que você possa entendê-los melhor. As leis civis e comuns são histórica e geograficamente relacionadas, e você pode encontrar vários artigos e ensaios que as comparam. No entanto, a Sharia é um sistema totalmente diferente e merece uma análise separada que fiz em um artigo anterior.

Enquanto o Civil Law é baseado em estatutos codificados, o Common Law é baseado na jurisprudência na forma de opiniões judiciais publicadas. A Sharia é codificada porque é baseada em textos islâmicos. Compreender os papéis de um advogado e um juiz em cada sistema é crucial, especialmente quando se compara Civil e Common Laws.

Nos países de Civil Law, os juízes atuam como investigadores, portanto, apuram crimes, examinam o que as testemunhas declaram e aplicam as disposições legais. Um advogado defende o interesse de seu cliente em um processo civil. Por outro lado, nos países de Common Law, os advogados fazem apresentações ao juiz e interrogam as testemunhas. O juiz é um árbitro com grande flexibilidade para conceber um remédio adequado à situação em questão. Nesse sistema, os advogados têm um papel ativo nos processos judiciais e, por extensão, as apresentações em tribunal envolvem uma tentativa de defender seus clientes por meio da persuasão e do uso de questões de direito e de fato. Os tribunais da Sharia têm um juiz que atua de forma independente, mas, na realidade, eles são nomeados pelo governante. Por exemplo, nos Emirados Árabes Unidos, a Suprema Corte é composta por no máximo cinco juízes nomeados por decreto.

Quanto a finanças e bancos, as leis civis e comuns permitem juros, enquanto a Sharia os proíbe estritamente. De fato, a usura (em árabe, “riba”) é um dos principais pecados mencionados no Alcorão. (e.g. 2:275, entre outros versos). Isto implica que quaisquer juros cobrados sobre depósitos ou empréstimos, mesmo a uma taxa de juros baixa, não são permitidos.

Quanto às penalidades, elas simplesmente variam de país para país. Por exemplo, embora o roubo seja, em princípio, proibido em qualquer lugar, e a maioria das pessoas o considere um mal, as consequências legais são diferentes em cada território. Enquanto um ladrão pode ir para a prisão ou ser condenado a pagar uma multa em países de direito civil e comum, a Sharia é muito mais rigorosa, pois o criminoso teria sua mão esquerda cortada.

 

Cidade de Jacarta, Indonésia

Cidade de Jacarta, Indonésia

conclusão

Por mais que a globalização tenha influenciado o mundo, os costumes, tradições e leis variam de lugar para lugar. Como expatriado, conhecer a lei do país onde você deseja garantir sua nova vida é crucial. Os sistemas Civil e Common Law dominam a maior parte do mundo, mas se você vai se mudar para países do Oriente Médio, como Catar e Emirados Árabes Unidos, para pagar pouco ou nenhum imposto, é uma boa ideia conhecer os fundamentos da Lei Sharia para evitar problemas e mal-entendidos.

Você pode contar comigo se planeja se mudar para o exterior para reduzir sua conta de impostos. Moro no exterior há mais de 20 anos em países como os Emirados Árabes Unidos. Sua situação é única, por isso deve ser estudada com cuidado para saber as melhores opções para você. Sinta-se livre para entrar em contato, e elaborarei cuidadosamente um plano de acordo com suas necessidades e garantirei sua nova vida no exterior.

 

trabalhe comigo

Ajudo meus clientes a se mudarem para o exterior em busca de liberdade, privacidade e autonomia, concentrando-se em questões de imigração, legais e fiscais que você enfrentará ao se tornar um expatriado. Se você gostaria de trabalhar pessoalmente comigo para sair do Canadá ou dos EUA (ou configurar um local do Plano B), leia esta importante carta e preencha um formulário de inscrição para se tornar um cliente particular. Meus honorários não são baratos, no entanto, posso garantir que quando você trabalha com um profissional, seus riscos podem ser reduzidos consideravelmente.

Mikkel Thorup

Written by Mikkel Thorup

Mikkel Thorup é o consultor expatriado mais procurado do mundo. Ele concentra-se em ajudar clientes privados de alta rede a mitigar legalmente as obrigações fiscais, obter uma segunda residência e cidadania, e reunir uma carteira de investimentos estrangeiros, incluindo bens imobiliários internacionais, plantações de madeira, terrenos agrícolas e outros ativos corpóreos de dinheiro vivo. Mikkel é o Fundador e CEO da Expat Money™, uma empresa privada de consultoria iniciada em 2017. Ele acolhe o popular podcast semanal, o Expat Money Show, e escreveu o #1 Best Seller Expat Secrets - How To Pay Zero Taxes, Live Overseas And Make Giant Piles Of Money.

Recent Posts

Cidadania Da Irlanda Por Descendência

A Irlanda é um dos países membros da União Europeia. Como resultado, tornar-se um cidadão irlandês concede a você direitos específicos como um...

Leia Mais

Morando Na Noruega Com Seu Visto De Nômade Digital

Muitas pessoas sonham em viver nos países escandinavos devido ao estilo de vida tranquilo, custo de vida aceitável e atrações naturais deslumbrantes....

Leia Mais

O Próximo Visto De Nômade Digital Da Macedônia Do Norte

A Macedônia do Norte é um destino intrigante dos Bálcãs que muitos nômades digitais podem ignorar ao procurar vistos de nômade digital na Europa. A...

Leia Mais